Pedir Orçamento
Menu
Segurança em Condomínios

Proteção dos condomínios: que medidas aplicar em tempos de COVID-19

Durante surtos de saúde como o COVID-19, é fulcral pensar na proteção dos condomínios. Este é um local de passagem para muitos residentes que deve estar totalmente seguro e higienizado. Saiba que medidas tomar:

As medidas de higiene e segurança são essenciais na proteção dos condomínios. Numa altura em que vivemos sob um surto infecioso, elas ganham ainda mais relevância. Tal como indica a Associação Portuguesa das Empresas de Gestão e Administração de Condomínios, qualquer condomínio deverá seguir as regras do Plano de Contingência aplicado pela Direção Geral de Saúde (DGS).

Neste plano não existem regras específicas para a proteção de condomínios, mas deve-se entender um condomínio como qualquer outro espaço público e aplicar as mesmas medidas de proteção. O que fazemos neste artigo é especificar essas medidas para a gestão e proteção dos condomínios.

9 Dicas de proteção de condomínios durante o Covid-19
#1 Coloque gel desinfetante no hall de entrada
A partir do momento que os condóminos estão dentro do edifício, é necessário minimizar os riscos de contágio com o toque em superfícies. Assim, colocando um gel desinfetante à entrada, promove a desinfeção das mãos dos condóminos antes mesmo de tocarem em maçanetas, botões dos elevadores ou corrimões das escadas.
Proteção nos condomínios
#2 Informação sobre boas práticas de higiene e segurança no hall de entrada

A informação é importante para que todos procedam em conformidade e juntos garantam a proteção do condomínio. Utilize os cartazes fornecidos pela DGS sobre as boas práticas de higiene e segurança, reforçando a informação com as medidas que explicaremos daqui para a frente, com foco especial na proteção de condomínios.

#3 Utilizar papel limpo e descartável no toque com as superfícies do condomínio
Com ou sem gel desinfetante à entrada do condomínio, continua a ser importante que os condóminos utilizem um papel descartável cada vez que contactem com alguma superfície do condomínio. Em alternativa também podem ser utilizadas luvas descartáveis.
#4 Estimular o uso de máscaras

Com o regresso à normalidade programado agora para Maio, a DGS recomenda a utilização de máscaras em todas as deslocações feitas para fora de casa. O mesmo deve ser feito a partir do momento em que alguém sai do apartamento e entra na área pública do condomínio. 

#5 Evitar o uso de elevadores

Por muito bem ventilados que sejam, os elevadores são espaços fechados e a consola de botões é tocada por muita gente. Assim, deve-se optar pelo o uso das escadas. Em casos em que não é possível usar as escadas, como mobilidade reduzida ou problemas cardiorrespiratórios, devem ser aplicadas normas de uso para os elevadores, tais como:

– só pessoas da mesma casa podem ir numa “carga” de elevador;

– utilizar papel descartável e limpo para tocar nos botões de elevadores;

– manter a distância de 2 metros para as pessoas à frente ou atrás caso haja uma fila de espera;

– dar prioridade a idosos, pessoas com mobilidade reduzida ou grávidas;

#6 Adiar ou cancelar reuniões de condomínio
À semelhança dos eventos cancelados por todo o país ou das medidas de teletrabalho imposto, as reuniões de condomínio devem ser adiadas. Havendo a possibilidade para tal, poderá tentar realizá-las por videoconferência. Como o aglomerado de pessoas no mesmo local é proibido, deve utilizar o hall de entrada para afixar toda a informação importante nesta altura.
#7 Feche os locais de interação do condomínio
Outra medida que pode e deve transitar dos locais públicos para a proteção de condomínios é o fecho das salas públicas ou espaços de recreios para crianças. Quer sejam dentro ou no exterior do condomínio.
#8 Desinfete com mais frequências as áreas de contacto com as mãos
A proteção dos condomínios nesta altura começa pela desinfeção das superfícies com as quais há mais contacto. Maçanetas, botões de elevadores e corrimões devem assim ser desinfetados com mais frequência.
#9 E se houver alguém infetado ou com suspeita de infeção?

Quem está infetado, ou suspeito de tal, tem de submeter-se a uma quarentena obrigatória e não pode sair de casa. Deverá utilizar a linha saúde 24 para saber como proceder. Tem dúvidas quanto a sintomas e como deve reagir de acordo com eles? Veja o vídeo abaixo:

Publicado em DicasPartilha

Escreva e carregue Enter para procurar

Carrinho de compras

Nenhum produto no carrinho.

PT
EN PT